5 motivos para você repetir mais para o lado esquerdo


Oiii!

Semana passada, conversando com uma mãe que me contava um pouco sobre algumas dificuldades que a filha tem passando com o ballet, uma série de lembranças me veio à mente, de coisas semelhantes que também vivi. 

Entre  conselhos e memórias, um ponto em especial me instigou, me fez refletir, pesquisar e entender melhor como aquele velho clichê “ nas dificuldades e desafios que a gente cresce” pode ser tão verdadeiro. 

Apesar de ser destra para escrever, no ballet essa não era minha realidade, eu sempre girei melhor para a esquerda, a perna esquerda sempre subiu mais e tudo que envolvia os dois lados, para  a esquerda sempre saía melhor, e é assim até hoje.

Ser canhota na dança sempre me forçou a trabalhar mais o meu “pior” lado, nas coreografias de conjunto, nos ballets de repertório, nas aulas, nas audições... acho que tirando os solos livres, que eram montados especificamente para mim, tudo era sempre mais direcionado para a direita.

Imagina  você, que é destro, entrar no palco girando pra esqueda, ou fechar  uma audição tendo que fazer Fouetté pra esquerda, ou nas aulas sempre repetir aquela última vez para esquerda?! Talvez tentando se imaginar nessa situação, você consiga chegar perto do sentimendo que eu tinha... no começo era quase um pânico, com o tempo acostumei a lidar, enfrentar e superar.

E foi relembrando isso,  que pensei: ter trabalhado mais o meu "pior" lado na dança deve ter sido positivo de alguma forma, além de ter melhorado tecnicamente um pouco meu lado direito. Assim fui pesquisar e buscar estudos que pudessem mostrar os ganhos que temos quando trabalhamos nosso lado não dominante. 

Nessa busca  encontrei o que chamam de “ginástica cerebral”.  Nosso cérebro é dividido em dois hemisférios, o direito e o esquerdo. O lado direito do cérebro se conecta com a parte motora esquerda do nosso corpo e o mesmo acontece ao contrário, a parte esquerda do cérebro se conecta a nossa parte motora direita.

Ainda seguindo essa divisão, segundo estudos, o hemisfério direito do nosso cerebro é considerado o lado criativo, ligado às artes, às emoções, às sensações e à imaginação, enquanto o esquerdo geralmente está associado ao pensamento linear, aos números, ao raciocínio lógico e ao uso da linguagem. 

A ginástica cerebral é um metodo de ativação simultânea desses dois hemisférios, que oferece a possibilidade de utilização do cérebro de maneira total, aumentando o seu potencial para memorização e aprendizado, com maior velocidade e eficiência.

Os benefícios  dessa prática são inúmeros, e existem diversas formas de praticar a ginástica cerebral, sendo uma delas justamente trabalhar mais o lado não dominante. 

Portanto, se você é destro, repetir o exercicio e trabalhar mais seu lado esquerdo pode estar te ajudando a:

1 - Melhorar o equilíbrio, percepção e coordenação motora

2 - Ter mais facilidade para mudar de hábitos e maior capacidade para fazer novas escolhas

3 -  Ser mais criativo e aumentar a capacidade para resolver problemas

4 - Ter maior cooperação em equipe

5 - Ter autoconhecimento 

Para você que, assim como eu,  é canhoto na dança, imagino que trabalhar mais seu lado oposto já seja uma realidade, então me conta: consegue enxergar esses benefícios na sua vida?!

 

Bjobjo,

Bella

 

 

referências:

livro “ Desenhando com o lado direito do cérebro “

https://rockcontent.com/br/blog/ginastica-cerebral/

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ginástica_cerebral

https://www.suafranquia.com/noticias/educacao-e-treinamento/2017/08/conheca-os-beneficios-da-ginastica-cerebral/

https://www.hojeemdia.com.br/mais/vamos-à-neuróbica-ginástica-cerebral-é-importante-para-manter-mente-ativa-e-saudável-1.453646

 


Confira Nossos Produtos