Café e nostalgia


É sentir o cheirinho de café no ar que ela chega... a nostalgia!!

Tenho uma apreciação especial por café da tarde, sabe aquela mesa arrumadinha, bem estilo casa de boneca, com xicrinhas, bolos e biscoitos acompanhados de um cafezinho?!.. me encanta! Me traz várias memórias, principalmente da minha vó.. sinto que “abraça o coração “ e já ouvi isso de outras pessoas também.

Minha vó morava em outra cidade e, pela distância, não cresci com a rotina de conviver com ela no dia a dia, mas sempre que tínhamos a oportunidade de ir visitá-la éramos recebidos com bolinhos, biscoitos e outras delícias, que  em palavras se resumiam em carinho e afeto.

Certamente, isso, somado a imagens típicas de filmes em que a vovó, na maioria das vezes, recebe seus netos com uma mesa de delícias feitas por ela, contribuiu para que eu construísse essa associação de café da tarde a “coisa da vovó”.

Entretanto, me pego pensando se com o passar do tempo e com a posição que a mulher passou a ocupar na sociedade, a vó de hoje ainda condiz com essa imagem, mas independente da mudança  não abro mão de  me apegar a essa construção.

É fato que vivemos um momento de importantes avanços tecnológicos e, em paralelo a isso, surge naturalmente uma tendência de resgate ao passado, ao vintage e ao tempo da vovó. O resgate ao afeto, ao feito com amor, ao feito à mão e sem pressa  faz todo sentido, ao analisarmos a frieza do mundo moderno, acelerado e automatizado.

Por isso, acho tão inspirador sentir um cheirinho de café e mais ainda sentar para um café da tarde... viajo no tempo e nas lembranças, e de alguma forma essa sensação e nostalgia me impulsionam e me trazem felicidade.

 Nesse contexto, fico feliz em perceber o quanto tem aumentando o número de cafeterias que trazem ambientes envolventes, que por si só já são inspiradores, alguns até mesmo com espaços destinados a exposições de arte... curioso observar, também, que muitos museus e galerias de arte têm suas próprias cafeterias, reforçando a ideia de que café, moda e arte também se complementam.

Compartilho, a seguir, alguns cafés que tive a oportunidade de conhecer, que de alguma forma conquistaram meu coração e que só de olhar o Instagram já acho inspirador!

Bjobjo,
Bella